2016 começa com boas e más notícias
2016 começa com boas e más notícias

O ano de 2016 acaba de iniciar e alguns fatos importantes para a saúde e a inspeção animal já são notícia.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA informou que repassará aos estados, para o fortalecimento da defesa agropecuária R$ 24 milhões em 2016 e também em 2017, tendo como uma das prioridades a erradicação da febre aftosa no território nacional.

vacinação FAA perspectiva do MAPA é que o País se torne livre da febre aftosa ainda em 2016, com reconhecimento internacional, pela Organização Mundial de Saúde Animal - OIE, em 2017. Atualmente o país detém o status de livre de febre aftosa sem vacinação apenas para o estado de Santa Catarina, são considerados não livres os estados de Amazonas, Roraima e Amapá, os demais estados e o Distrito Federal são considerados livre com vacinação.

Além de um passo para consolidação de mercados mais restritivos às carnes nacionais é uma vitória para toda classe médica veterinária e para os produtores rurais, que juntos sob coordenação dos órgãos de defesa agropecuária nos estados e do Ministério da Agricultura a longa data tentam alcançar este objetivo.

Outra notícia positiva é que já se encontra no Congresso Nacional o Projeto de Lei nº 4250/2015, de autoria do Poder Executivo, que dentre outras coisas altera o nome da carreira de Fiscal Federal Agropecuário – FFA para Auditor Fiscal Federal Agropecuário – AFFA.

O Projeto de Lei foi enviado como parte do acordo firmado com a categoria, que engloba médicos veterinários, engenheiros agrônomos, zootecnistas, farmacêuticos e químicos. Trata-se de uma antiga reivindicação que agora deve ser atendida uma vez que não gera despesas adicionais ao Governo Federal, além do reajuste de 10,8 % ofertado a todas as categorias de servidores públicos federais, divididos em dois anos (agosto de 2016 e janeiro de 2017).

A notícia ruim vem por conta do falecimento do médico veterinário Zander Barreto Miranda, ocorrida no dia 29 de dezembro.

Prof. Zander, que se formou em medicina veterinária pela Universidade Federal Fluminense – UFF, em 1976, era professor desta mesma instituição na área de tecnologia de alimentos. Com especialização em inspeção e tecnologia de pescado e derivados, mestrado em processamento tecnológico de produtos de origem animal e doutorado em parasitologia veterinária, era um dos profissionais mais respeitados na sua área acadêmica como também por todos aqueles que se dedicam a inspeção dos produtos de origem animal.

Devido sua atuação profissional e classista, tendo sido presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Rio de Janeiro – CRMV-RJ e tesoureiro e vice-presidente do Conselho Federal de Medicina Veterinária - CFMV, Dr. Zander Barreto, alem de outras homenagens, foi agraciado em vida, com o nome da sede do CRMV-RJ.

SAÚDE E INSPEÇÃO ANIMAL

 

topo