MAPA NA MIRA DA PF 2
MAPA NA MIRA DA PF 2

           Foi deflagrada nesta quarta feira, 30 de agosto, nos estados do Tocantins, Maranhão e Minas Gerais a “Operação Vegas” da Polícia Federal. A operação é um desdobramento da “Operação Lucas” que partiu de denúncias de que empresas fiscalizadas pelo Ministério da Agricultura (laticínios e frigoríficos) estariam sendo beneficiadas pelo retardamento na tramitação e anulação de multas.

             A operação que contou com a participação de 115 policiais federais, cumpriu 51 mandados judiciais, sendo uma prisão preventiva, dez temporárias (5 dias), doze mandatos de condução coercitiva e vinte e oito mandados de busca e apreensão.

               Em sua decisão, que deflagrou a operação,  o Juiz João Paulo Abe, da 4ª vara federal em Palmas - TO, afirma que em decorrência da “Operação Lucas, novos elementos de convicção  foram trazidos aos autos”, com depoimento de investigados e funcionários, que justificariam a ampliação das investigações.

                 O Ministério da Agricultura se posicionou por meio de nota onde afirma a adoção das seguintes medidas: - Os quatro estabelecimentos, todos sediados no Tocantins, citados na Operação serão interditados e irão passar por auditorias com o objetivo de garantir a qualidade dos produtos; - Os servidores do Mapa envolvidos na investigação serão afastados e investigados por meio de Processo Administrativo Disciplinar (PAD) junto à Corregedoria do Ministério. Quanto a servidores conveniados de governo estadual ou municipal, serão substituídos e, - O Mapa suspendeu as exportações dos estabelecimentos envolvidos. Esclarece ainda que o Ministério ampliou o controle sanitário em todo o País, que está ampliando seu quadro de funcionários e, por fim, que está implementando programa de compliance e estimulando as empresas do setor a fazê-lo.

               O Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais Federais Agropecuários informou que apoia as investigações.

SAÚDE E INSPEÇÃO ANIMAL

 

 

topo